Alterações hormonais na gestação – Progesterona

Sempre ouvimos dizer que a mulher passa por inúmeras alterações hormonais durante a gestação, mas quais são estas alterações?

Esta é uma dúvida que sempre esclareço durante as consultas de pré-natal e por isso achei interessante trazer pro nosso blog.

A progesterona

Um hormônio bem famoso é a progesterona, responsável por manter a gestação, principalmente no primeiro trimestre, mas como ela age? 

A partir da fecundação, a produção de progesterona aumenta drasticamente, criando no útero um ambiente favorável para a implantação e desenvolvimento do embrião, prevenindo abortos espontâneos.

Mas como? 

A progesterona é essencial na preparação do endométrio (camada interna do útero) para receber o embrião, pois ativa as suas células, aumenta o seu tamanho e também a irrigação sanguínea. Além disso, a progesterona inibe as contrações uterinas, mantendo a musculatura uterina relaxada durante a gravidez, inibe respostas imunológicas maternas e antígenos fetais e, assim, evita a expulsão precoce do feto.

Desta forma, a progesterona garante a implantação e o desenvolvimento do embrião no útero até o nascimento, prevenindo a ocorrência de abortos.

Mas não para por aí…

A progesterona age na musculatura lisa do organismo e embora seja muito eficiente para manter o útero relaxado, não existe uma seleção única para o aumento da progesterona apenas no útero, todo o organismo recebe a progesterona e em consequência disso a pressão arterial tende a diminuir, daí mais um dos motivos importantes para a gestante se manter bem hidratada, pois assim ela aumenta seu volume de líquidos no organismo e evita a hipotensão. 

Outro papel importante é de estimular o centro respiratório da gestante, fazendo com que ela aumente sua ventilação, por isso é comum que a gestante se sinta ofegante desde o início da gestação. 

Falando nele, outro papel bem interessante da progesterona e que pouco se ouve falar é sobre sua ação na lactação! 

Como assim????

Pois é! 

Juntamente com o estrogênio, ela promove o desenvolvimento das glândulas mamárias e a quantidade de gordura nas mamas durante a gestação e inibe a lactação. Após o parto, ocorre a sua diminuição, que permite que outros hormônios atuem e ocorra a produção e liberação do leite materno.  

Então, a preparação das mamas ocorre desde o início da gestação?!

Muito incrível, não?

A natureza é sábia e prepara todo o organismo da mulher para gerar, parir e alimentar seu bebê. Se cuidar e se informar durante a gestação garante uma história linda nesta fase da vida!

Espero que tenha conseguido esclarecer algumas dúvidas, mas caso tenham surgido mais dúvidas, escreva para nós, será uma alegria te responder e a sua dúvida pode ser a dúvida de mais um monte de gestante por aí.

Um forte abraço, 

Priscila Maia, enfermeira obstetra da MamaDanu.

Write a comment